Por que caminhar é bom para você

CaminharA vida sedentária está cada vez mais se tornando um problema. Trabalhamos na frente de computadores, assistimos TV e ficamos sentados, estudando e lendo. Assim, nos  tornamos propensos a continuar não movendo nossos corpos.

Junto com esta inatividade física nós adquirimos outros problemas de estilo de vida como dieta pobre e excesso de peso que também podem resultar em doença cardíaca, pressão arterial elevada e diabetes tipo 2. Caminhar demonstrou ser uma boa maneira de mitigar os efeitos da vida sedentária.

Segundo a Mayo Clinic (www.mayoclinic.com/health/walking/HQ01612) a  caminhada pode cortar sua linha da cintura e caminhadas ajudam  a:

• Baixar LDL (o colesterol “ruim”)
• Aumentar HDL (o colesterol “bom”)
• Reduzir sua pressão arterial
• Reduzir o risco ou controlar o diabetes tipo 2
• Gerenciar o seu peso
• Melhorar o seu humor
• Manter-se forte e em forma

Aqui alguns exemplos de pesquisas realizadas nesta linha: 

Níveis de açúcar no sangue: cientistas da Universidade de Missouri têm provado em um estudo de pesquisa que o açúcar no sangue disparou com mais facilidade após as refeições, mesmo em indivíduos saudáveis ​​que comem uma dieta saudável ​​em períodos de inatividade. Aparentemente, esta é uma reação natural do organismo à inatividade. Caminhadas podem ajudar a reduzir esses picos para reduzir o risco de diabetes tipo 2.

Pressão arterial: Resultados no Journal de Epidemiology and Community Health mostram que 30 minutos de caminhada três vezes ou mais por semana pode dimunuir a pressão arterial em até cinco pontos.

Gordura abdominal: um estudo publicado no Journal of the American Medical Association demonstrou que andar rápido é muito eficaz para reduzir a gordura abdominal profunda, o tipo mais perigoso de gordura. E um estudo feito na Universidade do Colorado mostrou que, se as pessoas caminhassem 2.000 passos mais por dia do que agora – cerca de 15 minutos a pé – elas podem não necessariamente perder peso, mas, provavelmente,  parar de ganhá-lo.

A parte difícil é implementar o novo hábito de caminhar em sua vida. O Banco Mental é uma ferramenta poderosa para  instalar mudança de hábitos, então venha fazer o próximo Workshop Banco Mental! Inscreva se aqui: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental/workshop-banco-mental-27-de-abril-2013.html

Homeostase – a força que impede mudança

homeostase

Homeostase está presente em todos os sistemas biológicos e psicológicos, incluindo o corpo humano, grupos de pessoas, organizações, sistemas famíliares.Homeostase está presente  na mente humana.

No corpo humano, é o processo pelo qual o corpo tenta manter um estado de equilíbrio estável fisiológico. O corpo precisa manter a homeostase, para permanecer vivo. Exemplos simples disso são: sudorese para resfriar o corpo e manter a temperatura estável, tremor no frio para produzir movimentos musculares e aquecer o corpo.

Na psicologia é a tendência de um sistema a voltar ao que era. Isto é verdadeiro para famílias e grupos de pessoas que compartilham valores.

O interessante é que, mesmo a mente humana opera de acordo com o princípio da homeostase. Nosso programa subconsciente, o nossa roteiro da vida, as crenças que estão no subconsciente, são os modelos para comportamentos, o  que o indivíduo deve fazer. A mente subconsciente opera para nos proteger de acidentes e perigos quando não estamos prestando atenção conscientemente, para manter-nos vivos ou para nos proteger de traumas que não estão prontos para ser aceitos.

O problema é que nem  toda a programação (crença) na mente subconsciente é boa para você. Um exemplo disso seria alguém que come demais porque ele ou ela aprendeu quando criança  que tem que “comer tudo para que você possa crescer saudável e forte”. Isso pode ter servido na infância, mas agora pode  até ser  um risco de vida, mas mesmo assim, o subconsciente acredita que a pessoa precisa comer muito para se manter vivo. Até o momento que a crença subconsciente tiver sido substituída, ele vai reagir ao que já está lá e manter o comportamento como ele é (homeostase).

A hipnoterapia pode ser utilizada para vencer a homeostase, mas você pode colocar-se no controle utilizando o Banco Mental e ser bem sucedido em tudo o que você quiser.

Venha fazer o próximo Workshop Banco Mental !  Faça a sua inscrição aqui: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental/workshop-banco-mental-23-fevereiro-2013.html

Se eu quiser

Se eu quiser

Conheci muitas pessoas que, apesar de boa formação educacional, tiveram muito pouco sucesso – pessoas que construíram um conjunto de crenças limitantes que as fizeram se sentir vítimas do mundo. O psicólogo americano Julian B. Rotter chamou isto “lócus de controle externo”. Lócus significa lugar em latim.

Lócus de controle é definido como: “a expectativa do indivíduo sobre a medida que os seus resultados se encontram sob controle interno (esforço pessoal, competência, estudos etc.), ou externo (as outras pessoas, sorte, chance, etc.).

Externalidade ou internalidade estão associados à cultura social e familiar porque nós criamos a nossa programação (roteiro da vida) começando no dia que nós nascemos. Em culturas latinas a formação religiosa também tem grande influência nessa formação. Um exemplo disso é explícito na frase que eu ouvi desde que cheguei no Brasil: “Se Deus quiser” (sempre pensei “Mas é claro que Deus quer”).

As crenças foram criadas com muita facilidade na infância porque crianças têm ondas cerebrais mais lentas, como se estivessem em hipnose, e assim facilmente gravam o que escutam e pensam na mente subconsciente.

Quando nós ficamos estressados ou sobrecarregados mentalmente nós também ficamos receptivos a novas programações na subconsciente. Assim é fácil entender que se tivermos muito contato com outra pessoa (um chefe, parceiro etc.) que sempre nos desprezam, estamos criando novas crenças limitantes.

Uma pessoa com lócus de controle interno nunca duvida de sua capacidade de obter sucesso, mas a pessoa com lócus de controle externo sempre acha que a vida dela depende de algo externo.

A mente subconsciente não gosta do desconhecido – sempre quer ter um programa conhecido para seguir – e por isso podemos dizer que a mente guarda elementos conhecidos que seguem o princípio de PRAZER e DOR de Freud, onde o conhecido representa o prazer e o desconhecido representa a dor.

Mas não estamos condenados a falhar a vida inteira. Podemos fazer terapias com um hipnoterapeuta para mudar a nossa programação, ou ainda melhor, podemos tomar controle das nossas vidas através do Banco Mental. O Banco Mental não é pensamento positivo, não é magia mental e não é algo baseado em misticismo, mas um resultado do trabalho científico do famoso psicoterapeuta e hipnoterapeuta Dr. John Kappas que criou um método com próprio processo para ser executado 3-5 minutos todo dia.

Compre o seu ticket para o próximo workshop: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental.html