Por que Coaching muitas vezes não dá certo

por-que-coachingQuem já trabalhou com coaching sabe que muitas vezes não se consegue obter o resultado esperado.

Mas por que isso acontece?

No coaching, nós guiamos o cliente (coachee) a encontrar o que precisa ser feito por meio de perguntas a fim de descobrir o que ele ou ela realmente quer, ajudando o/a  a definir metas atingíveis a curto e longo prazo e construir um plano de ação.

O desafio é que nem todo mundo é capaz de mudar seus comportamentos, o que realmente é  necessário para alcançar novos resultados. Para facilitar a mudança muitas vezes necessitamos intervir na forma de PNL, ou até melhor, tratamento com hipnoterapia para obter a mudança de comportamentos necessária.

Nossos comportamentos são controlados pelo subconsciente atraves de nosso “roteiro de vida” – o nosso programa subconsciente. Grande parte deste programa  foi construído nas crianças  de  0 – 8 anos. A programação negativa – crenças limitantes , bloqueios ou medos subconscientes – devem ser removidos e substituídos por novos que apóiam a mudança de comportamento desejada.

Isto pode, como já mencionado,  ser feito através do uso de PNL ou ainda melhor, Hipno-coaching. Uma outra alternativa excelente é o Banco Mental, que coloca o indivíduo no controle de sua própria reprogramação.

Venha fazer o próximo Workshop Banco Mental !  Faça a sua inscrição aqui: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental/workshop-banco-mental-23-fevereiro-2013.html

O lado negativo de afirmações positivas

o_lado_negativoÉ interessante para  um hipnoterapeuta com formação em hipnoterapia Kappasiniana como eu ler, que um grupo de pesquisadores nos Estados Unidos descobriram que afirmações positivas podem não funcionar para todo mundo – até ter um lado negativo.

Dr. John Kappas, um gênio na área de comportamento subconsciente, definiu em 1967 a sua teoria de sugestibilidade, que exatamente explica que existem três tipos de sugestibilidade, e cada tipo recebe e interpreta “input” (informação escrita ou falada – sugestões) de um jeito particular. Isto também significa que afirmações nem sempre tem que ser diretas ou positivas – mas tem que ser alinhadas à sugestibilidade do indivíduo.

No artigo “O problema dos livros de auto-ajuda: O lado negativo de afirmações positivas” no site hypescience.com (fonte original sciencedaily.com – veja links abaixo)  diz que “Os psicólogos Joanne Wood e John Lee, da Universidade de Waterloo, e Elaine Perunovic, da Universidade de New Brunswick, no Canadá, descobriram que pessoas com a auto-estima baixa se sentem piores depois de repetir frases de auto-afirmação positivas”.  Eles concluíram que “ pensamentos positivos fora da realidade, como “eu me aceito completamente”, podem causar pensamentos contraditórios em pessoas com a auto-estima baixa. Estes pensamentos negativos podem, assim, sobrepor os pensamentos positivos. Os pesquisadores concluem no estudo que “A repetição de frases auto-afirmativas podem beneficiar algumas pessoas, mas produzem efeitos negativos naquelas pessoas que mais precisam do benefício”.

Veja também o artigo http://obancomental.com/2012/12/20/a-diferenca-entre-o-banco-mental-e-a-lei-da-atracao-2/ nesse Blog.

No método do Banco Mental de Dr. John Kappas, não existe este dilema por que, a Ideia de usar afirmações somente é uma pequena parte do processo e elas serão usadas numa maneira completamente diferente. No Workshop Banco Mental com o Hipnoterapeuta Kaj Vardinghus, cada participante descobre sua própria sugestibilidade e percebe que talvez não queira incluir afirmações no seu próprio Banco Mental.

Venha fazer o Workshop Banco Mental! Inscreva se aqui: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental/workshop-banco-mental-23-fevereiro-2013.html

LINKS PARA OS ARTIGOS MENCIONADOS ACIMA:

Fonte original em inglês: http://www.sciencedaily.com/releases/2009/07/090702110503.htm

Artigo em português: http://hypescience.com/592891-o-problema-dos-livros-de-auto-ajuda-o-lado-negativo-de-afirmacoes-positivas/

Neuroglicopenia – Pesadelos, Fobia e a Síndrome de Estocolmo

Você come saudavelmente e com a frequência certa?fobia

Senão, deve começar a comer  com mais frequência para manter o nível de glicose no sangue estável (e comer direito). Eventos hipoglicêmicos são relacionados a vários distúrbios emocionais que afetam a nossa função executiva.

Quando o nível de glicose no sangue cai por causa de abuso de açúcar ou jejum prolongado, isto pode causar neuroglicopenia (falta de açúcar no cérebro) que causa disfunção dos neurônios.

Vamos ver três exemplos envolvendo neuroglicopenia a seguir:

Um exemplo, que quase todo mundo possa ter experimentado, é um pesadelo. Este pesadelo muitas vezes se apresenta como um sonho de estar “caindo”. Nem sempre pesadelos são causados pela falta de glicose.

Outro mal comum causado por um evento de neuroglicopenia, é o aparecimento de uma nova fobia de repente, como por exemplo, de “elevador” ou de “dirigir”. Se a neuroglicopenia acontecer na hora que está dentro do elevador, a mente associa o medo fisicamente induzido, com a situação e instantaneamente dessa maneira cria uma “fobia de elevador”.

Neuroglicopenia também esta envolvida na “Síndrome de Estocolmo”.  Mesmo que a “Síndrome de Estocolmo” é considerada um mecanismo de defesa na psicologia, a síndrome também envolve o elemento físico de neuroglicopenia. Para a “Síndrome de Estocolmo” aparecer em um individuo sequestrado, as seguintes condições emocionais e físicas precisam estar presentes:

Ameaça implícita ou real (inferida/imaginada ou “arma”)

Privação do sono

Isolamento de outros que podem validar a realidade

Falta de proteina (comer direito)

Assim,  todos nós somos possíveis vítimas simpatizadoras dos “sequestradores”

Fobias e a Síndrome de Estocolmo podem ser tratados com hipnoterapia.

É hora de tomar controle da sua vida e começar a comer direito para evitar, pelo menos, surgimento de novas fobias ou algo ainda pior com hipoglicemia. O Banco Mental é uma excelente ferramenta para mudar e controlar nossos comportamentos alimentares.

Venha fazer o próximo Workshop Banco Mental! Faça a sua inscrição aqui: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental/workshop-banco-mental-23-fevereiro-2013.html

Se eu quiser

Se eu quiser

Conheci muitas pessoas que, apesar de boa formação educacional, tiveram muito pouco sucesso – pessoas que construíram um conjunto de crenças limitantes que as fizeram se sentir vítimas do mundo. O psicólogo americano Julian B. Rotter chamou isto “lócus de controle externo”. Lócus significa lugar em latim.

Lócus de controle é definido como: “a expectativa do indivíduo sobre a medida que os seus resultados se encontram sob controle interno (esforço pessoal, competência, estudos etc.), ou externo (as outras pessoas, sorte, chance, etc.).

Externalidade ou internalidade estão associados à cultura social e familiar porque nós criamos a nossa programação (roteiro da vida) começando no dia que nós nascemos. Em culturas latinas a formação religiosa também tem grande influência nessa formação. Um exemplo disso é explícito na frase que eu ouvi desde que cheguei no Brasil: “Se Deus quiser” (sempre pensei “Mas é claro que Deus quer”).

As crenças foram criadas com muita facilidade na infância porque crianças têm ondas cerebrais mais lentas, como se estivessem em hipnose, e assim facilmente gravam o que escutam e pensam na mente subconsciente.

Quando nós ficamos estressados ou sobrecarregados mentalmente nós também ficamos receptivos a novas programações na subconsciente. Assim é fácil entender que se tivermos muito contato com outra pessoa (um chefe, parceiro etc.) que sempre nos desprezam, estamos criando novas crenças limitantes.

Uma pessoa com lócus de controle interno nunca duvida de sua capacidade de obter sucesso, mas a pessoa com lócus de controle externo sempre acha que a vida dela depende de algo externo.

A mente subconsciente não gosta do desconhecido – sempre quer ter um programa conhecido para seguir – e por isso podemos dizer que a mente guarda elementos conhecidos que seguem o princípio de PRAZER e DOR de Freud, onde o conhecido representa o prazer e o desconhecido representa a dor.

Mas não estamos condenados a falhar a vida inteira. Podemos fazer terapias com um hipnoterapeuta para mudar a nossa programação, ou ainda melhor, podemos tomar controle das nossas vidas através do Banco Mental. O Banco Mental não é pensamento positivo, não é magia mental e não é algo baseado em misticismo, mas um resultado do trabalho científico do famoso psicoterapeuta e hipnoterapeuta Dr. John Kappas que criou um método com próprio processo para ser executado 3-5 minutos todo dia.

Compre o seu ticket para o próximo workshop: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental.html

Aumente suas vendas com o Banco Mental

aumenta_vendasNão importa se você um vendedor ou um Gerente de Vendas com umaequipe de vendedores – o Banco mental pode ajudar você a aumentar os resultados!

Gastar apenas cinco minutos por dia com o Banco Mental vai disparar seus resultados em pouco tempo.

O Banco Mental é uma excelente ferramenta para remoção de bloqueios mentais e crenças limitantes, a fim de aumentar as vendas.

Em uma equipe de vendas, o Banco Mental abre para um diálogo sobre o que é difícil para cada vendedor na situação das vendas e os orçamentos e metas globais podem ser alinhados com os individuais.

Se você é um vendedor venha fazer o Workshop Banco Mental.

Se você é um gerente de vendas, você deve considerar integrar as estratégias do Banco Mental em sua empresa.

Venha fazer o próximo workshop do Banco Mental.

Compre o seu ticket para o próximo workshop: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental.html

Vença a sua dificuldade de aprender inglês com o Banco Mental

É obviamente impossível aprender algo que você não gosta ou com que você tem ansiedade ou medo e o resultado é inglêsprocrastinação.

Para muitos brasileiros, a aprendizagem de Inglês é um obstáculo quase impossível. As dificuldades são muitas vezes enraizadas na experiência inicial com a aprendizado de inglês na escola. Alguns alunos criam uma aversão contra a aprendizagem de línguas e, às vezes, a aversão transforma- se em ansiedade ou até mesmo medo de aprender um idioma.

Combinado com algumas sessões de hipnoterapia, o Banco Mental é uma excelente ferramenta para quebrar seus obstaculos à aprendizagem de um idioma e chegar lá.

Venha fazer o próximo workshop do Banco Mental.

Compre o seu ticket para o próximo workshop: http://loja.baixehipnose.com.br/o-banco-mental.html